Quais os meios de transportes de carga mais comuns no Brasil?

O Brasil, como a maioria dos países pelo mundo, produz e transporta diversos tipos de carga. Essa atividade é fundamental para a nossa economia, pois é o elo entre produtores e compradores, inclusive é dito que o transporte de carga é a circulação vital da economia de uma nação.

Porém, algumas características locais definem quais os tipos de transportes são os mais comuns, como o desenvolvimento econômico, extensão territorial e outros.

Aqui em terras tupiniquins, os meios mais comuns de transportes que podemos destacar são:

 

Rodoviário

Segundo o IBGE, o meio de transporte de cargas mais usados pelas empresas no Brasil é o rodoviário. Algumas vantagens, como a flexibilização dos horários, são as razões por essa preferência.

Nosso país viveu uma época de expansão desse tipo de via, nos anos 50 e 60, principalmente com o governo de Juscelino Kubitschek, que acreditava que investir em grandes rodovias era o caminho.

 

 

Ferroviário

Num país como a dimensão do Brasil, se faz necessário uma malha ferroviária grande para comportar a demanda. Entretanto, por aqui não se faz tantos investimentos nesse meio, muito devido ao poder público, que não prioriza os trens.

 

Aéreo

O modal aéreo é sem dúvida o mais rápido, entretanto o mais caro. Porém, nos últimos anos, com cargas mais sofisticadas e valiosas, esse meio tem ganhado espaço, principalmente por empresas que precisam de produtos com urgência e sem atrasos.

 

 

Aquaviário

Outro meio que poderia ser muito explorado por aqui é o transporte de cargas pelas águas. Nossa hidrografia é altamente viável para transportar mercadorias por diversos estados, entretanto, a infraestrutura interna é precária, e até mesmo os portos internacionais precisam de melhorias para atender melhor a demanda de exportação e importação.

 

 

Dutoviário

Por fim, o meio menos usado é o transporte por dutos. Muito se deve ao fato desse meio ser muito específico, carregando apenas petróleo e seus derivados, e gás.